Moisés e o Pastor (Jalaluddin Rumi)

Certa vez, Moisés ouviu um pastor rezando assim:

"Ó Deus, mostra-me onde estás, para que eu possa tornar-me Teu servo. Limparei Teus sapatos e pentearei Teus cabelos, coserei Tuas roupas e irei buscar leite para Ti."

Ao ouvi-lo rezar dessa maneira insensata, Moisés repreendeu-o dizendo:

"Ó tolo, embora teu pai fosse um crente, tu te tornaste um infiel. Deus é um Espírito, e não necessita desses cuidados grosseiros, como tu, em tua ignorância, supões."

Envergonhado com essa censura o pastor rasgou suas vestes e fugiu para o deserto. Então ouviu-se uma voz do céu dizendo:

"Ó Moisés, por que fizeste partir meu servo? Teu ofício é reconciliar meu povo comigo, e não afastá-lo de mim. Dei a cada raça diferentes costumes e formas de louvar-me e adorar-me. Não tenho necessidade de seus louvores, estando acima de toda necessidade. Não considero as palavras que são ditas, mas o coração que as oferece. Não exijo belas palavras, mas um coração ardente. São várias as formas de mostrar-me devoção, e se a devoção for sincera, elas são aceitas".


Jalaluddin Rumi (1207 - 1273)

Postagens mais visitadas deste blog

O Cavalo Mágico

O ELEMENTO INESPERADO

O Mestre da Opção