Identidade enganosa

Mullá Nasrudin estava muito doente e todos pensavam que ele iria morrer.

Sua mulher vestia roupas de luto e pôs-se a chorar e a lamentar-se.

Já o Nasrudin permanecia imperturbável.

"Mullá, como é isso de enfrentar a morte com tanta calma, até rindo de vez em quando, enquanto nós, que não vamos morrer, estamos atormentados por você nos deixar?"

"Muito simples, enquanto estou deitado, observando todos vocês, eu digo a mim mesmo, todos eles tem um aspecto tão pavoroso, que estou quase certo de que o anjo da morte, quando vier fazer sua visita, levará por engano, no mínimo um deles como presa, me deixando por aqui mais um bocadinho..."  

Postagens mais visitadas deste blog

O Cavalo Mágico

O ELEMENTO INESPERADO

O Mestre da Opção