quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Uma razão para tudo


Morto de fome, Nasrudin entrou num café e começou a comer com as duas mãos.

Um vizinho, passando por ali, ao vê-lo, perguntou:

"Porque comer com as duas mãos Mullá?"

"Porque não tenho três."


O HOMEM CUJA HISTÓRIA ERA INESPLICÁVEL

Era uma vez um homem chamado Mojud. Ele vivia numa cidade onde havia conseguido um emprego como pequeno funcionário público, e tudo levava...