ISTO TAMBÉM PASSARÁ

Certo dia, um rei poderoso, governante de muitos domínios, reuniu o seu conselho de sábios e disse:

"Alguma coisa me impele a procurar algo que possa me dar equilíbrio".

Apesar de não compreender muito bem o pedido do monarca, os sábios foram se aconselhar com um sufi. Após ouvir com atenção o que lhe disseram, o sufi tirou um anel do dedo e mandou entregar ao rei.

"Dêem este anel ao Rei. Existe uma mensagem oculta sob a pedra. A mensagem não deve ser lida apenas por curiosidade. Somente em duas situações é permitido  olhar a a mensagem do anel: em um estado de verdadeira necessidade, quando tudo parecer perdido e após esgotar todas as suas possibilidades, quando ele estiver totalmente confuso e indefeso; por outro lado, quando houver plena felicidade no seu reino; somente nessas situações ele poderá ver a mensagem do anel". Disse o Sufi.

O Rei recebeu o anel e seguiu as instruções do Sufi, transmitida através dos sábios.


Certa vez, seu reino foi invadido por um exército inimigo. Não lhe restou alternativa a não ser fugir para salvar sua vida. Seus inimigos não teriam piedade dele. Certamente seria morto, se fosse capturado.

O castelo foi tomado e ele estava sendo perseguido pelo exército inimigo. Podia sentir que eles estavam cada vez mais perto, ouvia o barulho dos cascos dos cavalos tocando as pedras. Os seus amigos, que seguiam com ele, foram ficando pelo caminho; o seu cavalo havia morrido; os seus pés sangravam; estava perdido, cansado, com sede e com fome. Tentou escapar subindo uma trilha entre as rochas, chegando a um ponto sem saída, pois em frente havia um abismo. Portanto, era impossível recuar ou ir em frente, parecia que este seria o seu fim.

Rapidamente ele tirou o anel, abriu-o e olhou a mensagem por trás da pedra: “ISTO TAMBÉM PASSARÁ”... De repente, aconteceu algo estranho, como que por encanto houve uma calmaria total, um grande silêncio. O inimigo foi para outra direção se afastando cada vez mais.

O rei então conseguiu descansar e dormiu profundamente. Em seguida acordou e começou a seguir em direção ao castelo. Enquanto retornava, conseguiu reuniu parte do seu exercito e retomar o seu castelo. Com os inimigos derrotados e expulsos, ele se viu novamente Rei.

Nos dias que se seguiram houve muitas festas em todo o reino; o rei havia decretado feriado geral; o povo dançava nas ruas iluminados pelas muitas luzes de fogos de artifício. O Rei estava  eufórico, seu coração batia forte e muito rápido, ele estava em um estado de plena felicidade, pensava até que poderia morrer de tanta felicidade. De repente, lembrou-se do anel, levantou a pedra e olhou novamente a frase: “ISTO TAMBÉM PASSARÁ”...


Ele relaxou e sentiu “uma felicidade tranqüila”.




Postagens mais visitadas deste blog

O Cavalo Mágico

O ELEMENTO INESPERADO

O Mestre da Opção